Santiago de Chile

Informações

Santiago de Chile, ou simplesmente Santiago, é a capital e principal núcleo urbano do Chile. Área metropolitana que denominada também Grau Santiago e corresponde assim mesmo a capital da Região Metropolitana. Ainda que é considerada a única cidade grande, Santiago costitue de uma so unidade administrativa ,sendo que forma parte do território de 37 comunas ,das quais 26 delas se encontram completamente dentro do radio urbano e 11 com algumas partes fora dele.A maior parta da metrópole se encontra dentro da Província de Santiago,com alguns setores dentro das províncias de Maipo,Cordilheira e Talagante.

Santiago

Clima

O clima da cidade de Santiago corresponde a um clima temperado cálido com chuvas no inverno e estação de seca prolongada, mas conhecido como clima mediterrâneo. Dentro das principias características climáticas de Santiago se encontra a concentração de cerca de 80% das chuvas durante os meses de inverno (maio a setembro), variando entre 50 y 80 mm de água caída entre esses meses. Essa quantidade contrasta com as cifras dos meses correspondentes a uma estação muito seca, produzida por um domínio anticiclônico interrompido por cerca de oito meses, principalmente entre dezembro e março. Nesta estação, a precipitação não deve exceder 4 milímetros em média. São geralmente compostas somente de chuva, desde a queda de neve e granizo é produzido principalmente no sopé da m 1500, em alguns casos, as nevascas que afetam a cidade, mas apenas em seus setores leste, onde em raras ocasiões se estendeu ao resto da cidade.

Historia

De acordo com uma pesquisa arqueológica, acredita-se que na bacia Santiago foi estabelecido os primeiros grupos humanos a 10.000 a. de C.7 Estes grupos foram principalmente nômades de caçadores-coletores, que viajou desde o litoral ao interior em busca de guanacos na temporada degelo dos Andes. Por volta do ano 800, começaram a se estabelecer os primeiros habitantes resolvidos devido à formação de comunidades agrícolas ao longo do rio Mapocho, principalmente feijão, batata e milho, ea domesticação de lamas na área. As pessoas que se instalaram na região pertencem a grupos ou Picunches promaucaes, sem prejuízo do Império Inca desde o final XV e início do século XVI. Os incas estabeleceram no vale alguns mitimaes, o principal instalado no centro da cidade moderna, como as fortalezas de Huaca Chena eo santuário da colina O Plomo. A área teria servido como base para as expedições para o Inca do Sul e como um entroncamento rodoviário Trilha Inca. Tendo sido enviado por Francisco Pizarro, do Peru e fazem a longa viagem de Cuzco, o conquistador Pedro de Valdivia chegou a Extremadura Mapocho Vale, a 13 de dezembro de 1540. Os anfitriões de Valdivia acamparam junto ao rio, nas encostas (vertentes) da colina Tupahue e lentamente começou a construir relacionamentos com Picunches índios que habitavam a área, depois que Valdivia convocou os chefes da área de um parlamento onde explicou a sua intenção de fundar uma cidade em nome do rei Carlos I da Espanha, que seria a capital de seu governo de Nueva Extremadura. Os índios aceitaram e até mesmo recomendável que a fundação da cidade em uma pequena ilha situada entre dois braços do rio ao longo de uma pequena colina chamada Huelén. 8 Em 12 de fevereiro de 1541, Valdivia fundou oficialmente a cidade de Santiago del Novo Extremo (Santiago de lá Nueva Extremadura), em honra de S. Tiago, padroeiro da Espanha, perto da Huelén, rebatizado pelo conquistador como "Santa Lucia". Seguindo as regras coloniais, Valdivia encomendou o projeto do arquiteto nova cidade de Pedro Gamboa, que projetam a cidade em um layout de grade. No centro da cidade, projetou uma praça principal, em torno dos quais foram identificadas locais para a Catedral, a prisão e casa do governador. Um total de oito blocos foram construídos a partir de norte a sul, e dez de leste a oeste, e cada um site (um quarto de um bloco) foi dado aos colonos que construíram casas de barro e palha. Valdivia deixou meses depois, com seus soldados para o sul, dando início à Guerra do Arauco. Santiago foi desprotegida, que era usada pelos anfitriões indígenas Michimalonco, que atacaram a cidade de principiante. Em 11 de setembro de 1541, a cidade foi devastada pelos nativos, mas os 55 espanhóis conseguiram derrotar os invasores. Aparentemente, a resistência foi liderada por Inés Suarez, noiva de Valdivia. A cidade seria reconstruída lentamente, dando destaque para a recém-fundada Concepción, onde fundou a Real Audiência de Chile em 1565. No entanto, o constante perigo que enfrentam Conceição, em parte devido à proximidade da guerra, e outra a uma sucessão de terremotos devastadores, não permitiria o estabelecimento definitivo da Corte Real, em Santiago até 1607, reafirmando o seu papel capital. Com o advento do novo século, a cidade começou a experimentar várias alterações relacionadas com o forte desenvolvimento da indústria. Valparaiso, que até então tinha sido o centro econômico do país, lentamente começou a perder importância. Já em 1895, 75% da indústria transformadora nacional estavam na capital e apenas 28% no porto, e em 1910, os principais bancos e lojas foram às ruas do centro da cidade, deixando Valparaiso. A aprovação de ambas as Comunidades Autônomas, Lei e do decreto de criação de municípios permitirem a criação de várias divisões administrativas do Departamento de Santiago, a fim de melhorar a administração local. Maipú, Ñuñoa, Lampa Renca e Colina seriam criado em 1891, Providencia em 1897, e em 1901, Lãs Condes. No departamento de La Victoria, que originam as palhetas em 1891, que seriam divididos em La Granja e Puente Alto, em 1892. Nascido em 1899 na Flórida e em 1925 criou Cisterna. O San Cristobal Hill neste período começou um longo processo de melhoria. Em 1903, ele montou um observatório astronômico e no ano seguinte lançou a primeira pedra do santuário mariano que é caracterizado pela imagem de 14 metros da Virgem Maria é visível de vários pontos da cidade. Entretanto, a idéia de floresta não ficaria satisfeita até algumas décadas mais tarde. Com o desejo de comemorar o Centenário da República, em 1910, havia varias obras nas ruas. Rede ferroviária foi ampliada, permitindo a ligação da cidade com seus subúrbios emergentes, através da circulação e da estação ferroviária principal de Cajon Del Maipo, enquanto a construção de uma nova estação ferroviária no norte da cidade: Estação Mapocho. Na terra recuperada pela canalização de Mapocho, no Parque Florestal foi criado e inaugurado os novos edifícios do Museu de Belas Artes ea Biblioteca Nacional. Além disso, o trabalho seria concluído, cobrindo cerca de 85% da população urbana. Com o inicio da Transição, em 1990, a cidade de Santiago e superou quatro milhões de habitantes, que viviam principalmente no sul: Florida foi seguido pela população em Puente Alto e Maipú. O desenvolvimento imobiliário nessas comunidades e outros como Peñalolén Quilicura e foi em grande parte devido à construção de habitações para famílias de classe média. Enquanto isso, a família de alta renda mudou para o chamado Bairro Alto, o aumento da população de Lãs Condes e dando origem a novas comunidades como Vitacura e Lo Barnechea. Além disso, embora a pobreza começasse a diminuir substancialmente, manteve a forte o aumento entre as favelas da cidade global espalhadas por toda a capital. À medida que entramos no século XXI, em Santiago continua seu rápido desenvolvimento. Várias rodovias urbanas foram construídas, o Civil foi renovado com a criação da Praça da Cidadania e começar a construção do Park City, para comemorar o bicentenário da República. O desenvolvimento de alto edifício continua a leste, que culminará com a abertura dos arranha-céus e Titanium La Portada em Torre Gran Costaneira complexo de edifícios Costaneiros Center. No entanto, a desigualdade socioeconômica e a fragmentação sócio-geográfica, continuam sendo um dos problemas mais importantes, na cidade no país.

  • © 2012 CVC Chile - Todos os direitos reservados